Navegar para Cima

Notícias

Aranhas viram foco de estudos no N3B

Crianças da Educação Infantil exploram o universo das aranhas em projeto.
11/05/2017
Sala de Aula
Crianças da Educação Infantil exploram o universo das aranhas em projeto.

Corram, corram! Olhem isso, é uma aranha! E assim começou mais uma investigação da turma N3B. As crianças seguiram a aranha perdida na sala de aula até a sua teia, neste trajeto a curiosidade tomou conta e elas decidiram estudar mais sobre o mundo aracnídeo.

A partir desta experiência, apareceram perguntas, como a aranha faz a teia? Por onde ela joga a teia? Como ela tem seus filhotes? Elas são venenosas? E então surgiu o projeto Aranhando. Como o interesse foi aumentando a turma visitou a biblioteca, depois foram para a internet e conversaram com a professora Thaísa Bombach, responsável pelo laboratório de ciências, para buscar outras fontes para a pesquisa. Eles também levaram a investigação para casa, para pesquisar com a família. A cada descoberta as crianças passaram a se interessar mais pelo assunto e começaram a trazer aranhas de plástico, de pelúcia, criações com materiais reciclados e foram em busca de mais informações. A turma organizou um aquário para colocar a aranha e fizeram uma votação para escolher um nome, o escolhido foi “Teinha”. A investigação sobre as aranhas acabou contagiando todo o Colégio e as famílias, que estão visitando a sala do N3B para conhecer a “Teinha” e o canto organizado com as descobertas das crianças. Uma das visitas aconteceu com a turma do N1, que acompanhou os relatos das aprendizagens dos colegas do nível 3, brincaram na teia gigante e conheceram o aquário com a Teinha. Nas suas pesquisas, as crianças descobriram que as aranhas não sobrevivem muito tempo presas quando estão sozinhas. Por isso a Teinha passou um feriado com a colega Beatriz e sua família. No retorno, ela foi devolvida ao seu habitat natural, com uma despedida especial. Após alguns dias, um estudante do 5º ano EF entregou outra aranha para o aquário, agora da espécie caranguejeira, que recebeu o nome de Peluda.