Navegar para Cima

Notícias

Alimentação saudável

A importância de desenvolver hábitos alimentares saudáveis desde a Educação Infantil.
16/10/2018
Nosso jeito de educar
A importância de desenvolver hábitos alimentares saudáveis desde a Educação Infantil.

​​​Uma das nossas turmas de Nível 3, da educação Infantil, está realizando o projeto O caminho das frutas, que aborda a importância de uma alimentação saudável e seus benefícios para a saúde com o objetivo de contribuir no desenvolvimento de bons hábitos alimentares nas crianças.

Ao iniciar o projeto o grupo elencou alguns questionamentos que nortearam o estudo, mas ao longo do trabalho, novas possibilidades surgiram e com elas novas propostas de atividades. As experiências envolvem exercícios prático​​​​s, pesquisa científica e artes visuais, como pintura, modelagem e fotografia. Essas atividades são fundamentais para que nossos estudantes desenvolvam o conhecimento de si, dos outros e da realidade a que pertencem.

plantio.jpg​Oficina sobre plantio, sementes e plantas

Para contribuir com as descobertas da turma profissionais de diferentes áreas foram convidados a participar do estudo. A nutricionista Elizangela Leão Suarez, que também é mãe de estudante da turma, foi convidada a vir até a escola para realizar uma oficina com as crianças, para destacar a função dos alimentos no processo de crescimento e desenvolvimento, consciência sobre as escolhas alimentares e outros aspectos relevantes. A engenheira agrônoma Letícia Castañeda Dionello, também mãe de estudante da turma, participou proporcionando aos estudantes uma oficina de plantio, frutas e sementes, tornando assim o aprendizado prático e lúdico.

Com a realização das oficinas percebemos o aprendizado dos estudantes a partir dos relatos que surgiram, como:  “O prato precisa ter cinco cores, mas o meu só tinha três cores hoje." (Matheus, 5 anos), “Eu trouxe suco de fruta hoje, tem frutas." (Lucas, 6 anos).

2.png​Atividade pática no laboratório de Química , uma das atividades também já realizadas

Com o desafio da lancheira, proposto pela professora, os estudantes estão adotando diariamente hábitos de autocuidado e valorização de atitudes relacionadas à alimentação. Eles trazem para a escola um lanche mais diversificado e conseguem criar consciência e autonomia para suas escolhas.

Muitas são as descobertas até agora, por exemplo: “Olha, a pimenta é uma fruta, tipo o tomate, tem semente, tem casca." (Antônia, 5 anos), “Podemos fazer tinta com a cor das frutas." (Henrique, 5 anos) e “A beterraba nasceu para ser um legume, ela não é uma fruta porque não tem semente." (Maria Clara, 6 anos).

O projeto segue em desenvolvimento e novos saberes são construídos todos os dias.​