Navegar para Cima

Notícias

Aprender por meio dos jogos

Tendo em vista que os estudantes tendem a dispersar a atenção em meio à rotina diária, é preciso diversificar as formas de construir conhecimentos, abrindo novos caminhos para a Educação Básica.
29/01/2018
Colégio
Tendo em vista que os estudantes tendem a dispersar a atenção em meio à rotina diária, é preciso diversificar as formas de construir conhecimentos, abrindo novos caminhos para a Educação Básica.

Tendo em vista que os estudantes tendem a dispersar a atenção em meio à rotina diária, é preciso diversificar as formas de construir conhecimentos, abrindo novos caminhos para a Educação Básica. Nesse sentido, diversas possibilidades são encontradas ao incorporar o uso de jogos em sala de aula, empregando-os como recurso didático. Para intensificar essa prática, no entanto, é essencial a mediação dos educadores, contemplando um planejamento prévio das aprendizagens a serem incentivadas.
Quando trabalhada de forma contextualizada e com intencionalidade pedagógica, a utilização de variados jogos pode facilitar o desenvolvimento da leitura e da escrita, bem como a expansão do raciocínio lógico-matemático. Há também os que favorecem a coordenação motora e a agilidade, abrangendo atividades físicas e recreativas. Ainda entre os benefícios proporcionados está a interação, a atuação em equipe e a participação ativa, promovendo espaços em que as crianças e os adolescentes questionam, argumentam, enfrentam desafios, estabelecem conexões e tomam decisões.
 
Estratégias na prática
A inserção dos jogos no fazer pedagógico do Marista envolve estudantes e professores das diferentes áreas do conhecimento. Os jogos, além de despertar o raciocínio lógico, são importantes na construção do trabalho em equipe, caracterizando-se como um meio de troca e compartilhamento entre os colegas. Os jovens na contemporaneidade anseiam pelo conhecimento que seja lúdico e prático e os jogos possibilitam estas experiências.
Segundo o Professor Marcelo Fontana, “Essa ferramenta facilita e colabora para trabalhar bloqueios que os alunos apresentam em relação a alguns conteúdos matemáticos. Utilizo tanto objetos educacionais, quanto os jogos físicos, aproveitando os espaços e recursos disponibilizados pela escola, o material dourado é um excelente recurso para o ensino dos números decimais no sexto ano. ”, reconhece. Desse modo, compreende-se a importância dos jogos como recurso pedagógico, tornando as aprendizagens ainda mais significativas.