Navegar para Cima

Notícias

1,6 mil jovens se reúnem para refletir atitudes transformadoras

Grupos da PJM propõem atitudes que fazem a diferença no mundo.
28/08/2018
Liderança
Grupos da PJM propõem atitudes que fazem a diferença no mundo.

​​​​​​​​​​​​Com o propósito de pensar e propor atitudes que ajudem a transformar a realidade do nosso País, mais de 1,6 mil de adolescentes e jovens participaram de uma série de atividades no último sábado, 25/8, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre. Realizado anualmente, esse encontro envolve cerca de 90 grupos da Pastoral Juvenil Marista (PJM) de 14 cidades do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.

O Colégio Marista Ipanema foi representado por mais de 70 estudantes, acompanhados por cinco educadores, no Encontro de Jovens Maristas (EJM), que abordou o tema Atitude. Entre diversas atividades de integração, reflexão e celebração realizadas, destacou-se, nesta edição, uma inspirada nos slams – espécie de “batalha" de versos surgida​ na década de 80, nos Estados Unidos. Apresentações preparadas pelos próprios participantes serviram como espaço para debate sobre variados assuntos, como racismo, machismo e homofobia.

Segundo a estudante Luiza Vargas, 16 anos, da turma 221, o EJM foi uma das experiências mais incríveis que pode vivenciar. Luiza destaca o momento em que o grupo cantou o verso vem dizer teu sim como Maria e abraça tua missão: "eu descobri que a minha missão é tentar transformar a vida de jovens como eu, e levá-los até essa casa de sentimentos surpreendentes que é a pastoral e apresentá-los à Civilização do Amor, espalhando o máximo de amor que existe em mim, tentando atingir o máximo de pessoas que eu conseguir".​

​​ Texto auxiliar da imagem

Estudantes foram protagonistas de debates sobre atitudes transformadoras

De jovens para jovens

Segundo o coordenador de Pastoral da Rede Marista, José Jair Ribeiro, os próprios participantes do evento se mobilizam para organizar a programação e detalhes da organização do evento. “É visível como os jovens se engajam durante o encontro. Eles têm lugar de fala e podem debater sobre causas muito próprias deles", declara. 

O processo participativo se refletiu em todos os aspectos do evento. O cuidado ao meio ambiente, por exemplo, esteve presente desde o início da preparação. A ambientação contemplou com materiais recicláveis confeccionados pelos próprios integrantes da PJM. Também não foram utilizadas lonas ou banners, e o uso de plástico foi restrito. Nas refeições, foram priorizados alimentos mais saudáveis, visando diminuir os impactos na natureza.​