Navegar para Cima

Notícias

Colégio desenvolve a aprendizagem através de Sequências Didáticas

04/09/2017
Educação
Através das Sequências Didáticas, os estudantes trabalham de forma interdisciplinar e contextualizada, tanto em sala de aula, como em contato com o mundo.

​Desde 2015, está sendo implementada no Marista Medianeira a metodologia das Sequências Didáticas, adotada pela Rede Marista para trabalhar com os estudantes de forma interdisciplinar. "Os conteúdos de cada disciplina são preservados, mas agora eles deixam de ser finalidade e se tornam meios para o desenvolvimento de uma situação-problema. O objetivo passa a ser o desenvolvimento de habilidades e competências", explica o coordenador pedagógico dos Anos Finais e Ensino Médio, Giovan Longo. Cada área trabalhada (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Matemática), pensa em um tema, cria uma situação-problema e desenvolve esse processo com os estudantes. 

Matemática pensada de forma prática

Matemática.jpeg

A sequência didática realizada nas turmas de 6° ano teve como objetivo investigar a importância do uso das diferentes medidas na agricultura, desenvolvendo o espírito de pesquisa e responsabilidade na busca pelo conhecimento. Assim, os estudantes buscaram resolver a seguinte situação-problema: de que forma as diferentes medidas são usadas para o desenvolvimento e análise na agricultura?

Os estudantes realizaram um estudo de caso dos diversos ramos da agricultura da nossa região, como gado leiteiro, plantio de milho e da soja, gado de corte, chocadeira e aviário. Fez parte da atividade a aplicação do questionário em uma propriedade da escolha de cada grupo, e os dados foram apresentados à turma por meio de slides, gráficos, tabelas, fotos, dentre outras formas. Para finalizar, os estudantes visitaram o Colégio Agrícola da cidade, vivenciando um dia de campo.

“A experiência da sequência didática despertou os estudantes para novas aprendizagens, bem como, uma melhora nas avaliações. Penso que o professor deve deixar de simplesmente transmitir informações para assumir o papel de criador de situações estimulantes, e a sequência didática contribui para isso”, destacou a professora de Matemática, Diva Morgan.

Ciências da Natureza e sua aplicabilidade

Ciências da Natureza.jpg

No campo das Ciências da Natureza, a proposta para os estudantes do 9º ano foi com o tema Nanotecnologia, que é uma ciência relacionada à manipulação da matéria ao nível molecular, visando a criação de novos materiais, substâncias e produtos, com uma precisão de átomo a átomo. Para o desenvolvimento da atividade foram lançados os seguintes questionamentos aos estudantes: Em que aspectos a Nanotecnologia é aplicada na área das Ciências da Natureza? Quais os benefícios e dificuldades encontradas na sua aplicação?

A turma foi dividida em grupos, sendo distribuídos temas para orientar a aplicabilidade da nanotecnologia com as diferentes áreas das Ciências da Natureza (Biologia, Química e Física) e com o cotidiano. Cada grupo deveria construir, utilizando ferramentas tecnológicas, um vídeo que explanasse a pesquisa e aplicação do tema.

“Com isso, foi possível sistematizar conhecimentos gerais e convergentes da Química, Física e Biologia para compreender fenômenos e processos naturais e aplicar os conhecimentos específicos das ciências da natureza na explicação ou na resolução de problemas relacionados à preservação do bem comum e da manutenção da vida, em todas as suas formas e expressões”, explicou o professor de Biologia, Rafael Bisinella.

Refletindo as Ciências Humanas

Ciências Humanas 1.jpeg

Há relações de poder que perpassam a época medieval e chegam à atualidade? Quais são essas relações de poder e como ocorrem atualmente? Esta foi a situação-problema proposta aos estudantes do 1º ano do Ensino Médio, na área das Ciências Humanas. O tema “relações de poder” foi pensado com a intencionalidade de possibilitar aos estudantes atividades que levassem à compreensão crítica e autônoma das diversas relações de poder que compõe as sociedades, e que podem ser transformadas de acordo com o interesse dos seres humanos. 

O lançamento da sequência didática contou com trechos previamente selecionados, de acordo com o tipo de relação de poder que iria ser estudado, de episódios de uma série bastante conhecida: House of Cards. O produto final será um documentário, elaborado pelos próprios estudantes, além da pesquisa teórica.

“A sequência didática é um instrumento de estímulo à pesquisa, à curiosidade pelos contextos vividos pelos estudantes e ao desenvolvimento do espírito protagonista dos jovens. Por fim, caminham juntos - estudantes e professores - na busca de aprendizados significativos e desafiadores, para uma formação integral e que valorize as relações e experiências coletivas e individuais, visando a produção de conhecimentos sobre a própria pessoa e sobre o contexto mundial”, destacou a professora de Sociologia e Ensino Religioso, Elisandra Santolin.

Os sentimentos na área das Linguagens

Linguagens 2.JPG

Tendo em vista que a turma do 3º ano do Ensino Médio vivencia um momento de ansiedade e dúvidas frente ao vestibular e demais compromissos que deverão ser assumidos, os educadores da área de Linguagens optaram por trabalhar uma Sequência Didática sobre “Os Sentimentos”.

As atividades foram desenvolvidas em cada disciplina através de pesquisa e apresentação de trabalhos sobre os mais diversos sentimentos. Os estudantes realizaram a construção de frases e poemas; a prática de diferentes esportes para instigar a reflexão sobre vitória, derrota, conquista, torcida, superação, autocontrole, curiosidade, esforço; o estudo dos significados das cores que representam sentimentos, entre outras atividades. O contexto da Sequência Didática buscou resgatar a autoconfiança, motivação e expectativas, que levam a um melhor domínio da língua materna, por exemplo. 

“Em síntese, nossa Sequência Didática buscou valorizar essas competências cognitivas e socioemocionais e construir um clima de tranquilidade no protagonismo da aprendizagem, através da interação com o outro. Reconhecer a singularidade de cada estudante e destacar a participação de todos, buscando sempre o desenvolvimento dos alunos foi o nosso maior objetivo”, finalizou a professora de Língua Portuguesa e Espanhol, Marta Biereg.​