Navegar para Cima

Notícias

Literatura africana é tema da 26ª Feira do Livro Rosariense

Com o lema Vozes da África: um continente de histórias, cores e amores, a 26ª Feira do Livro Rosariense ocorre de 1º a 11/10
25/09/2018
Nosso jeito de educar
Com o lema Vozes da África: um continente de histórias, cores e amores, a 26ª Feira do Livro Rosariense ocorre de 1º a 11/10

​​

Com o lema Vozes da África: um continente de histórias, cores e amores, a 26ª Feira do Livro Rosariense trará uma programação para incentivar o gosto pela leitura em todos os níveis de ensino no Colégio Marista Rosário. De 1º a 11/10, as turmas da Educação Infantil ao Ensino Médio participarão de atividades que desenvolvem, além do hábito de ler, a arte, a cultura e o teatro com um tema que já é trabalhado nas turmas.

Este ano, o patrono será o escritor Jéferson Tenório e o homenageado o autor Rogério Andrade Barbosa. A programação terá bate-papo com autores, workshops, oficinas, peças de teatro, exposições, apresentação da Orquestra Villa Lobos, Seminário de Leituras Obrigatórias e 43º Mostra Poética. O Grêmio Estudantil promoverá Rosário Music Festival e os Grupos da Infância Marista (GIM) e a Pastoral Juvenil Marista (PJM) farão troca de livros usados. 

Desde 2003, a Lei 10639 inclui a obrigatoriedade da presença da temática História e Cultura Afro-Brasileira e Africana no currículo de ensino brasileiro. Segundo a coordenadora da Biblioteca Juliana Hugo, a literatura africana é muito rica e por isso inspirou a programação da Feira do Livro deste ano. “Ela tem origem na oralidade, são contações de histórias que passaram de geração em geração, baseadas na cultura deles", afirma.

De acordo com a coordenadora pedagógica dos Anos Iniciais EF, Vivian Monteiro, o tema é trabalhado com as turmas em sala de aula. “Na Área de Ciências Humanas, as turmas do 3º ao 5º ano EF, por exemplo, estudam a chegada dos africanos em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e no Brasil, por isso, este tema é explorado também no projeto Ciranda da Leitura", explica.

Confira a programação aqui ​

​Sobre o patrono Jeferson Tenório

Nascido no Rio de Janeiro em 1977, mas radicado em Porto Alegre, é mestre em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Leciona em escolas de Porto Alegre. Premiado no concurso Paulo Leminski, em 2009, com o conto “Cavalos não choram" e no concurso Palco Habitasul com o conto “A beleza e a tristeza", adaptado para o teatro em 2007 e 2008.

Sobre o homenageado Rogério Andrade Barbosa

Professor, escritor, palestrante, contador de histórias e ex-voluntário das Nações Unidas na Guiné-Bissau. Graduou-se em Letras na UFF (RJ) e fez Pós-Graduação em Literatura Infantil Brasileira na UFRJ. Trabalha na área de literatura Afro-Brasileira e programas de incentivo à leitura, proferindo palestras e dinamizando oficinas. Tem 30 anos de experiência na literatura e mais de 100 livros publicados.​