Navegar para Cima

Notícias

Marista Graças é homenageado com honra ao mérito no Prêmio SINEPE/RS

Case homenageado aborda sobre o Projeto de Vida
05/12/2018
RECONHECIMENTO
Case homenageado aborda sobre o Projeto de Vida

Foto: Konstans Steffen, rientadora educacional​, Luciana Winck, vice-diretora, Maurício Anony, diretor, e Ana Sofiati, coordenadora pedagógica

 
Na noite dessa terça-feira, 4 de dezembro, a escola teve seu projeto homenageado com Honra ao Mérito no Prêmio Sinepe/RS 2018, com o case “Experiências curriculares: Aprendizagens e repertórios para um projeto de vida”. O projeto, da categoria Inovação em Educação, recebeu nota superior a nove. Os vencedores foram conhecidos durante jantar alusivo aos 70 anos do Sindicato no Clube do Comércio, em Porto Alegre. A premiação é uma das mais importantes do setor privado educacional do Brasil. 

 
Sobre os Prêmios
Participam dos prêmios escolas, faculdades e universidades privadas associadas ao SINEPE/RS que desenvolvem boas práticas de comunicação, iniciativas voltadas ao bem-estar social e ambiental, e projetos que visem à melhoria na qualidade do ensino por meio da produção pedagógica.

 
Sobre o case: “Experiências curriculares: Aprendizagens e repertórios para um projeto de vida”.
A escola percebia a necessidade de acolher diferentes saberes, diferentes manifestações culturais na perspectiva de um espaço de heterogeneidade e pluralidade. Pedagogicamente avançamos com a escolha de currículo por área de conhecimentos, mas ainda precisávamos de experiências curriculares, como um território de passagem e de possibilidades que contribuíssem na reconstrução de um projeto de vida dinâmico, processual, temporal, relacional e integral e que implicasse em um movimento a partir de vivências sensíveis sobre a qual são inscritas marcas, produzidos afetos e depositados vestígios e efeitos que contribuam em repertórios para novas escolhas.

 
Nesse sentido, a Gestão Escolar mobilizou diferentes serviços (direção, pedagógico, pastoral, orientação educacional, professores, comunicação e administrativo) para desenhar experiências curriculares, contribuindo de uma forma direta e intencional com a formação integral dos estudantes, por meio de uma atuação cidadã efetiva, relacionando as práticas do projeto de vida com a do currículo, desenvolvendo outras competências além das acadêmicas.

 
O trabalho desafiou propor um currículo formado por múltiplos saberes, olhares e experiências. Se a proposta da escola é uma formação integral, por que nossas práticas continuavam não contribuindo neste Projeto de Vida – que não pode ser apenas projetado, mas vivido? Ao final desse período (2012-2018), foram identificados diversos resultados qualitativos e quantitativos que foram alcançados graças a um trabalho interdisciplinar que contemplou não apenas o alto desempenho escolar dos estudantes, mas também a sua formação para o protagonismo infanto-juvenil, bem como a confiança das famílias na proposta de Projeto de Vida oferecida pelo Marista Graças.