Navegar para Cima

Sobre

Pastoral Juvenil Marista

PJM.gif​​

A Pastoral Juvenil Marista é a organização de grupos juvenis dentro das escolas e das obras sociais Maristas. Um espaço de participação de adolescentes e jovens onde se trabalha a formação de lideranças através da socialização, da construção da consciência crítica, da vivência da espiritualidade cristã e do carisma marista.​

​​Chamado a fazer parte atuante da história, na PJM o jovem é incentivado a construir um futuro pessoal e coletivo entendendo ser gente de mudança social do seu protagonismo e lideranças.​​ A partir da intenção fundacional do Instituto Marista de evangelizar pela educação, concebendo as Unidades como espaço privilegiado de educação e constatando um número considerável de Unidades Maristas que vêm oferecendo as vivências grupais da PJM, percebeu-se a necessidade de formatar num programa as orientações que constam nos documentos da PJM. Desta forma, buscando-se uma unidade na proposta oferecida, no intuito de garantir uma metodologia e uma pedagogia adequada, justifica-se o grupo.

Seu objetivo principal está em oferecer aos adolescentes e jovens experiências grupais, vivenciando a formação integral e o protagonismo juvenil na perspectiva do Carisma Marista em vista do seguimento de Jesus Cristo.

Seus objetivos específicos​ são:

  • Constituir espaçotempos de participação de adolescentes e jovens;
  • Contribuir para a formação de lideranças;
  • Aprofundar a formação integral na perspectiva da autonomia;
  • Vivenciar a espiritualidade cristã e marista;
  • Realizar o acompanhamento das vivências grupais;
  • Fomentar a articulação e participação em espaços civis e eclesiais afins;
  • Estimular a vivência da solidariedade e da missionariedade;

O coração da PJM está na vivência grupal, e para realizar essa experiência é preciso que os grupos sejam organizados, articulados entre si, acompanhados, tenham um espaço para realizar as atividades e ser protagonistas da sua caminhada. Para que o grupo possa fazer uma experiência de qualidade e significativa para os seus integrantes, é preciso que se levem em consideração alguns aspectos: unidade, número adequado de participantes; estrutura; reuniões/encontros; peridiocidade; projetos e ações solidárias.