Navegar para Cima

Notícias

LiterArte: integração e aprendizado para famílias e estudantes

O projeto literário dos Anos Iniciais conta com a participação ativa das famílias dos estudantes. Juntos, pais e crianças, aprendem sobre renomados artistas nacionais e internacionais, por meio de sensibilizações artísticas.
14/03/2017
Cultura
O projeto literário dos Anos Iniciais conta com a participação ativa das famílias dos estudantes. Juntos, pais e crianças, aprendem sobre renomados artistas nacionais e internacionais, por meio de sensibilizações artísticas.



LiterArte: integração e aprendizado para famílias e estudantes



 



Interação e muito aprendizado. Assim foi a manhã do sábado,
11/3, para os pais e estudantes dos Anos Iniciais do Colégio Marista João Paulo
II, que, juntos, aprenderam sobre renomados artistas nacionais e
internacionais, por meio de sensibilizações artísticas.



A atividade aconteceu para lançar o projeto LiterArte, que será
realizado ao longo do ano pelas turmas do 1° ao 5° ano. No projeto, cada série
estudará sobre as obras do artista escolhido – entre eles, Cora Coralina,
Toquinho, Arnaldo Antunes, Alceu Valença, e outros –, e o resultado de meses de
estudo e de produções será apresentado na Mostra Cultural, no final do ano.



Para, então, já conhecerem mais sobre o artista escolhido para
cada série, nada melhor que aprender na prática. Por isso, no sábado, os
familiares e as crianças participaram de oficinas de musicalização, da produção
de um caleidoscópio e de esculturas de massa de modelar e de releituras de
obras artísticas e de intervenção urbana.



Para o pai do estudante Henrique Borges de Santana, do 4° ano A,
foi importante participar da atividade. “Descobrimos que as crianças têm uma
compreensão maior do que a nossa e vimos o quanto é importante auxiliarmos elas
a ter foco durante a atividade”, afirmou Carlos Eduardo, que, em conjunto com
outras famílias, produziu uma releitura com peças de Lego.



Já Vânia, mãe da Larissa Specht, do 3° ano B, participou da
construção do caleidoscópio e destacou o momento como uma ótima oportunidade por
permitir a interação dos pais com a criança e a escola. “Achei maravilhoso, a
escola precisa repetir mais vezes”, conclui.