Navegar para Cima

Atividades Extraclasse

Grupos representativos

Pastoral Juvenil Marista

Pastiral O Colégio Marista Roque ​conta com diversos grupos representativos. Dentre eles, a Pastoral Juvenil Marista (PJM), composta por grupos de jovens a partir do 7º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio. A PJM tem por objetivo estabelecer um processo de formação integral que desenvolva os aspectos da espiritualidade, da eclesialidade, da autonomia, do aprofundamento no carisma marista, do protagonismo juvenil e da intervenção na sociedade. 

Evangelizar com vigor, de modo atraente e acessível, constitui o cerne da PJM. Ela será eficaz na medida em que, adaptada à cultu​ra dos adolescentes e jovens, favorece a promoção humana, a solidariedade e o protagonismo juvenil. Sua ação se realiza de diferentes maneiras, segundo a diversidade de experiências que se dão no meio das juventudes. 

Contudo, a partir do 6º ano, os estud​antes podem dar início ao ingresso na PJM com o projeto Semente. A proposta de educação evangelizadora almeja, através da escuta e participação dos jovens, capacitá-los para encontrar respostas autênticas às necessidades fundamentais da juventude.

Liga Estudantil Gonçalvense​ 

No Marista Roque, o protagonismo també​​m é incentiva​do através da Liga Estudantil Gonçalvense (LEG) (foto). O grupo, eleito e formado por jovens, representa os estudantes junto à Direção e à Comunidade Educativa, promovendo ações culturais, sociais e esportivas, além de iniciativas de conscientização.

Ao longo do ano, as atividades promovidas pela LEG representam para muitos jovens os primeiros passos na vida social, cultural e política. Assim, o grupo contribui, decisivamente, para a formação e o enriquecimento educacional de grande parcela da juventude escolar.

Catequese​

O Colégio também oferece turmas de catequese, que tem como finalidade o aprendizado da doutrina católica sobre o credo, os sacramentos, os mandamentos, a ora​ção e visa à formação de uma vivência no agir cristão.​ 

Através da catequese, damos continuidade ao ideal de Marcelino Champagnat, que há 200 anos ousou lutar por uma educação evaneglizadora. Assim, seguimos incentivando a vivência do seu carisma por meio da acolhida marista, percebida e valorizada por famílias, estudantes e educadores.