Navegar para Cima

Notícias

Cuidando das emoções no isolamento social

28/09/2020
Saúde
Anos Finais e Ensino Médio recebem cartilha e participam de encontros online sobre inteligência emocional

​​​A pandemia do coronavírus trouxe muitas incertezas, principalmente relacionadas à saúde e ao bem-estar da sociedade. Crianças e adolescentes, neste momento, se deparam com situações que geram mal-estar. A limitação de não poder ir e vir, a restrição de espaço, não poder encontrar ou abraçar as pessoas, não poder encontrar seus amigos e fazer festas. Viagens e campeonatos cancelados, o medo de ser infectado ou de ter seus familiares infectados, a interrupção das aulas presenciais e do convívio social no ambiente escolar, além da percepção de que seus pais estão mais ansiosos e preocupados. Essas são situações que geram estresse e ansiedade no momento.

Nesse contexto, a inteligência emocional nos ajuda a lidar com essa avalanche de informações, emoções e sentimentos que surgem a todo o momento. Inteligência emocional é a capacidade de administrar as próprias emoções e usá-las a seu favor, além de compreender as emoções das outras pessoas, construindo relações saudáveis, fazendo escolhas conscientes e adquirindo uma melhor qualidade de vida.

A inteligência emocional possibilita pensar, sentir e agir de​ forma inteligente e consciente, sem deixar que as emoções controlem sua vida e se acumulem de forma a reproduzir ou criar traumas e doenças psicossomáticas.​

A fim de auxiliar os estudantes dos Anos Finais e do Ensino Médio do Marista Champagnat a lidarem melhor com as situações no contexto que estamos vivendo, o Serviço de Orientação Educacional (SOE) elaborou a cartilha Cuidando das Emoções, material que aborda o que são as emoções e como gerenciá-las, além de contar com dicas para cuidar da saúde mental durante o período de isolamento social. O SOE também está dinamizando encontros online sobre inteligência emocional com todas as turmas do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. 

As relações na família são fundamentais para uma vida emocional saudável. "O primeiro passo para trabalhar inteligência emocional com os filhos é estabelecer um bom relacionamento com eles. Com paciência e compreensão, a família pode criar um vínculo de confiança mais consistente com o jovem/adolescente e, assim, esse jovem poderá confiar e considerar as orientações da família e recorrer a ela sempre que necessário", complementa Clamarta Pasuch, orientadora educacional dos Anos Finais e do Ensino Médio do Marista Champagnat.​

Mesmo distantes, seguimos em família

Baseado nos principais questionamentos que recebemos sobre esse cenário atípico causado pela pandemia de Covid-19, buscamos trazer reflexões a partir do projeto Em Família. O primeiro tema abordado foi A aprendizagem em tempos de pandemia​, e contou com a participação de especialistas em psicologia, neurociência e pedagogia, todos de diferentes empreendimentos da Rede Marista. Desta vez, voltamo-nos para as diferentes emoções e sentimentos presentes ao longo deste período desafiador. 

Assista ao vídeo abaixo: