Navegar para Cima

Notícias

O que são garatujas?

10/06/2021
Nosso jeito de educar
Os traços que antecedem os desenhos são essenciais para o desenvolvimento na primeira infância

​​Garatujas compreendem a fase inicial do grafismo das crianças, contribuindo para que elas possam encontrar formas mais próximas de representar a realidade. Esses rabiscos antecedem a fase do desenho figurativo e são também uma das formas das crianças expressarem seus desejos, sentimentos e de compreender o mundo ao seu redor. Em nosso Colégio valorizamos e acompanhamos esses traços que fazem parte do desenvolvimento na primeira infância. 

O desenho é uma forma de manifestação simbólica das crianças. Essa função também pode ser chamada de inteligência representativa, e é fundamental para retratar o interior e se expressar. Isso é uma importante aquisição para a comunicação e relação com o outro, que pode ser fortalecida a partir das interações e vivências das crianças.  

Nos desenhos infantis, ou grafismos, existem características que são instigadas durante a experiência, como noção de espaço e coordenação de gestos, que possibilitam diferentes traços e marcas e intensidade. Os desafios na estruturação do pensamento como a projeção do mundo observado para o que foi desenhado, a concentração, a atenção e a composição do desenho também merecem destaque. 

Sabendo que as representações da função simbólica são a base para as construções futuras das crianças, como escrita, leitura, interpretação e criação, é preciso, assim, explorar as potencialidades das crianças, a fim de ampliar seus repertórios. Existem vários tipos de desenhos, como espontâneo, contemplativo, figura humana, intervenção etc., sendo todos eles importantes nessa fase de apropriação e construção das crianças.  

O acompanhamento das garatujas é feito de forma individualizada e personalizada por meio da coleta de desenhos de cada criança em determ​inados períodos do ano. Durante esse processo são inseridos novos desafios e sugestões com uso de diferentes marcadores e objetos. 

Podemos considerar, portanto, os desenhos iniciais das crianças como garatujas. Nessa fase, há o interesse no efeito na descoberta do efeito que o lápis tem sobre o papel e o predomínio da imaginação e do lúdico. Os grafismos infantis, dessa forma, fazem parte do desenvolvimento motor e sensorial das crianças. Além disso, são as primeiras manifestações do processo de escrita que serão desenvolvidos em sua vida escolar. ​​