Navegar para Cima

Notícias

Professora do Marista Medianeira irá apresentar artigo em congresso internacional

27/04/2022
Formação
Joseana Onhate, professora do AEE do Colégio, juntamente com duas colegas da Rede Marista, irá participar do Congresso Luso-Brasileiro de Educação Inclusiva de 2022, em Braga, Portugal

​“Quando falamos de educação especial ou sobre inclusão, logo pensamos qual será o caminho correto para construir uma educação para todos." Com esta frase, a professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) do Colégio Marista Medianeira, Joseana Onhate, iniciou sua fala para contar sobre uma conquista. Uma vitória não apenas para o colégio ou para a Rede Marista, mas para a Educação, em especial, a Educação Inclusiva.

A professora Joseana, juntamente com as colegas Ana Rosimeri Araújo da Cunha e Cristiane Garin, da Rede Marista, escreveu o artigo “Ensino colaborativo no ensino remoto: um relato de sucesso", com o objetivo de apresentar como os princípios do Ensino Colaborativo favorecem a inclusão de estudantes da Educação Especial e como as professoras envolvidas podem qualificar a sua prática pedagógica inserindo subsídios conceituais em seus planejamentos. As autoras submeteram o artigo para possível publicação no Congresso Luso-Brasileiro de Educação Inclusiva de 2022, e receberam a notícia de que o trabalho foi aprovado para apresentação oral. A professora do Marista Medianeira, juntamente com as colegas da Rede Marista, apresentará o trabalho de 13 a 15 de julho, em Braga – Portugal, com o objetivo de aprofundar a discussão internacional sobre a temática do congresso.

Em entrevista, Joseana conta como foi o processo de elaboração e aceite do artigo.

ASCOM Marista Medianeira: Conte mais sobre como foi o processo de construção do artigo.

Joseana: “O Processo de construção do artigo é fruto do nosso entusiasmo, pois, envolvidas com a prática, percebemos, através dos relatos, a importância de compartilhar nossos conhecimentos, evoluções e o crescimento dos nossos alunos. Fomos instigadas a nos dedicarmos a esta temática e, juntas, rapidamente decidimos colocar em prática nossas vivências, construindo o artigo. O nosso objetivo principal foi compartilhar nossos conhecimentos sobre o Ensino Colaborativo, conceito que estudamos e aplicamos desde 2020."

ASCOM Marista Medianeira: Como foi saber da aprovação do artigo? Conte mais.

Joseana: “Saber da aprovação do artigo foi um misto de sentimentos. Uma alegria imensa de partilhar conhecimentos e, através deles, fazer a diferença, contribuindo para criar possibilidades de ampliar o Ensino Colaborativo, incentivando e garantindo sucesso na construção de novas práticas de inclusão; como também o sentimento de responsabilidade em representar o Colégio e a Rede Marista em um evento nacional de Educação Inclusiva."

ASCOM Marista Medianeira: Como você acredita que o seu trabalho contribui para a educação e no processo de inclusão? O que você entende por inclusão e como acredita que ela acontece?

Joseana: “Para construir um processo de inclusão, acredito que precisamos criar uma parceria de Ensino Colaborativo que envolva professores do AEE, professores regentes, monitores e gestão escolar, assim, todos os profissionais envolvidos poderão escolher a melhor maneira de atingir o sucesso do estudante, seja através da escuta, partilha de saberes, respeito, flexibilidade, apoio mútuo. A colaboração vai criando oportunidades para ampliar e desenvolver estratégias diferenciadas. Outro aspecto importante destacado no artigo, foi a parceria da escola com a família, que tem fundamental importância na contribuição do processo de aprendizagem e estímulo de potencialidades, criando mediação e desenvolvendo uma relação de confiança na formação do estudante."

ASCOM Marista Medianeira: Fale um pouco do posicionamento da rede marista sobre a inclusão.

Joseana: “O Colégio Marista Medianeira sempre motiva e incentiva os educadores a participarem de formações continuadas sobre inclusão, na missão de desenvolver uma educação de qualidade, comprometida com valores humanos, sensibilidade e inovação, dando continuidade ao legado de São Marcelino Champagnat. O Colégio busca oferecer um atendimento que entregue confiança, acessibilidade, equidade e acolhida, apoiando a realização de projetos que visam melhorar e aprimorar as práticas inclusivas."

ASCOM Marista Medianeira: Deixe uma mensagem para as pessoas.

Joseana: “Espero que o nosso artigo seja apenas o estímulo inicial para a abertura ao diálogo sobre esse assunto tão importante. Convido as pessoas a se inteirarem da discussão e auxiliarem na promoção da real inclusão."​