Navegar para Cima

Nossas Notícias

EJM 2018: Atitudes para a transformação social

Mais de 1,6 mil estudantes que integram grupos da Pastoral Juvenil Marista refletiram sobre ações que podem mudar o nosso País.
29/08/2018
Espiritualidade
Mais de 1,6 mil estudantes que integram grupos da Pastoral Juvenil Marista refletiram sobre ações que podem mudar o nosso País.

​​​​​​​​​​​​​​​​​Com o propósito de pensar e propor atitudes que ajudem a transformar a realidade do nosso País, mais de 1,6 mil de adolescentes e jovens participaram de uma série de atividades no último sábado, 25/8, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre. Realizado anualmente, o Encontro de Jovens Maristas (EJM) envolveu 110 grupos da Pastoral Juvenil Marista (PJM) de 14 cidades do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.

Nesta edição, as atividades giraram em torno do tema Atitude. Entre os momentos de reflexão e celebração realizados, um dos destaques foram as apresentações inspiradas nos slams – espécie de “batalha” de versos surgida na década de 80 nos Estados Unidos. As poesias produzidas pelos próprios estudantes abriram espaço para debates sobre variadas temáticas, como racismo, machismo e homofobia.

De acordo com Carolina Oliveira, estudante do Colégio Marista Champagnat​, foi uma oportunidade de buscar soluções para a construção de um mundo melhor, por meio de oficinas, debates e momentos de troca.​ “Não consegui conter a emoção quando ouvi o slam. Abordar esses assuntos é muito importante, pois a PJM é um espaço de aceitação às diferença​s”, ressalta.

ejm-pucrs.jpg

​De jovens para jovens

Segundo o coordenador de Pastoral da Rede Marista, José Jair Ribeiro, os próprios participantes do evento se mobilizam para organizar a programação e detalhes da organização do evento. “É visível como os jovens se engajam durante o encontro. Eles têm lugar de fala e podem debater sobre causas muito próprias deles”, declara. 

“Neste ano, buscamos como um dos aspectos principais fomentar a reflexão e a discussão quanto a questões de injustiças, preconceitos e intolerâncias que presenciamos na sociedade", afirma Lucas Gerhard, animador da PJM. Júlia Sant'Ana, também animadora, defende que é fundamental provocar novas atitudes, como o respeito ao outro. “É preciso refletir que todos somos diferentes e que podemos aprender muito com isso", enfatiza Júlia.

O processo participativo se refletiu em todos os aspectos do evento. O cuidado ao meio ambiente, por exemplo, esteve presente desde o início da preparação. A ambientação contemplou com materiais recicláveis confeccionados pelos próprios integrantes da PJM. Também não foram utilizadas lonas ou banners, e o uso de plástico foi restrito. Nas refeições, foram priorizados alimentos mais saudáveis, visando diminuir os impactos na natureza. 

Sobre a Pastoral Juvenil Marista (PJM)

​Promover a evangelização junto com adolescentes e jovens é a missão da Pastoral Juvenil Marista (PJM). Trata uma organização juvenil das unidades maristas que experiência o desenvolvimento integral da pessoa, a formação de lideranças, a socialização, a construção da consciência crítica, a vivência da espiritualidade cristã e do carisma marista.

Por meio de vivências em grupos, os integrantes da PJM são motivados a realizar suas descobertas pessoais e coletivas, a serem protagonistas de sua vida e na sociedade. O incentivo para construir um presente/futuro pessoal e coletivo desafia jovem a pertencer à PJM por opção/escolha, motivado pelo desejo em ser um agente transformador, um protagonista.

​Crédito das imagens: Eduardo Seidl/Famecos/PUCRS