Navegar para Cima

Nossos Diferenciais

Excelência Acadêmica

Untitled Catalog0077.jpg

Um processo educativo de qualidade desafia o Colégio Marista Rosário a uma condução que integre rigor científico e formação ética, superando divisões e barreiras entre as múltiplas dimensões do espaço escolar.

Nesse contexto, a excelência acadêmica está ligada a eficientes processos pedagógicos e pastorais implementados e acompanhados a cada dia, assim como o acompanhamento docente. Corresponde a forma com que ensinamos e avançamos nas diferentes aprendizagens preconizadas pelo Projeto Educativo bem como o modo como realizamos processos de gestão.

Diferentes indicadores podem ser utilizados nesse sentido, como as avaliações de processos operacionalizados em todos os âmbitos, do específico em sala de aula até o que permeia todos os públicos da escola.

Entre eles, está o Efeito Escola na Aprendizagem, do Sistema Marista de Avaliação (Sima)*, utilizado pelo planejamento e pela gestão. O efeito escola é a estimativa da contribuição do Colégio, de modo geral, nos resultados acadêmicos de cada aluno. Para mensurar o efeito de uma escola e ter uma medida de sua colaboração real no desenvolvimento das turmas, é preciso comparar os nossos resultados com os resultados de outras unidades com perfil semelhante. Essa medida, chamada de Efeito Escola na Aprendizagem, representa uma fonte rica de dados para que a instituição faça uma reflexão sobre seus pontos fortes e fracos e, assim, otimize sua atuação diária. Segundo dados de 2018, o resultado dos rosarienses dos Anos Iniciais EF, Anos Finais EF e Ensino Médio é o esperado ou acima do esperado (em sua maioria), de acordo com o perfil sociocultural.

*O Sima é desenvolvido pelo Instituto de Avaliação e Desenvolvimento Educacional (Inade), constitui-se em prova em larga escala que verifica o processo educacional em diferentes dimensões. É aplicado anualmente no 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e no 3º ano do Ensino Médio. Em 2019, as provas ocorrem de 2 a 6/9.

Outro importante indicativo é o Índice de Qualidade de Aprendizagem (IQA). Trata-se de uma nota, na escala de 0 a 10, atribuída à escola com base na distribuição das proficiências obtidas por seus alunos, nos quatro níveis de aprendizagem da Escala Inade, em todas as áreas de conhecimento avaliadas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Língua Portuguesa e Matemática). O IQA foi criado para ser um indicador de monitoramento da qualidade educacional, e o cálculo é feito por uma média aritmética ponderada, em que os níveis mais altos de aprendizagem têm pesos maiores do que os níveis mais baixos.

Especificamente no Ensino Médio, uma iniciativa em busca de uma maior preparação está na carga horária ampliada, com 35 períodos semanais no 1º e 2º anos EM, e 40 horas no 3º ano EM.  Ela é complementada com a aplicação de simulados com questões nos moldes do vestibular Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e do Projeto Hábitos de Estudo, que busca auxiliar o jovem a criar sua própria rotina de aprendizagem.

Todos esses objetivos e verificação de resultados são conduzidos pela equipe interdisciplinar de educadores que acompanha o Planejamento Estratégico.