Navegar para Cima

Nossas Notícias

Iniciação Científica: aprendendo e construindo saberes por meio da pesquisa

12/07/2021
Iniciação Científica
Adaptada aos diferentes níveis de ensino, a Iniciação Científica faz parte do cotidiano escolar dos Colégios da Rede Marista

​​​​​​A Iniciação Científica, para a Educação Básica, auxilia no pensamento crítico, no incentivo pelas descobertas, na elaboração de projetos de pesquisas e sistematização do conhecimento acerca dos fenômenos pesquisados. Reconhecendo esses benefíciosentre os objetivos da educação marista está preparação dos estudantes para as diferentes etapas da pesquisa, a partir de conhecimentos prévios e motivações, de modo que eles possam se tornar estudantes-pesquisadores. Com isso, os percursos da Iniciação Científica potencializam a investigação científica como um instrumento de aprendizagem de forma contínua e transformadora. 

 

A pesquisa em nossos Colégios 

Segundo a supervisora de bibliotecas dos Colégios da Rede Marista, Patrícia Saldanha, a Iniciação Científica é um movimento presente em nossos Colégios que proporciona ações de estímulo à pesquisa com temas relevantes e pertinentes à realidade dos estudantes. “Busca-se, por meio da investigação científica, localizar e selecionar a informações, problematizar, debater e refletir sobre diferentes temáticas relacionadas às quatro áreas de conhecimento, a partir de um olhar crítico sobre os fenômenos que os cercam, construindo novos saberes e, por fim, divulgando o conhecimento produzido”, explica.  

Os Colégios, conforme explica Patrícia, incluem as etapas da Iniciação Científica em seus planejamentos do ano letivo, integrando em seus calendários eventos que divulgam os trabalhos apresentados. Os planejamentos envolvem as possíveis temáticas e a organização do calendário para momentos de orientação. Essas orientações são feitas pelos professores, que guiam os grupos de trabalhos nas áreas escolhidas”, informa. 

A abordagem e as atividades variam de acordo com o nível ensino. Abaixo, apresentamos como ocorre a Iniciação Científica em cada fase da aprendizagem. 

 

Educação Infantil 

A investigação com os estudantes na Educação Infantil é um dos princípios para a aprendizagem, visto que a curiosidade das crianças sobre diferentes fenômenos e eventos contribui para o surgimento de vários projetos. Patrícia relembra que a Investigação Científica nessa faixa etária tem como premissas escutar as criançastraçar percursos investigativos a partir de suas curiosidades, lançar hipóteses sobre o que elas pensam e pautar caminhos de investigaçãovalorizar suas ideias e colocá-las como protagonistas do processo, respeitando as diferentes formas de comunicação. 


Anos Iniciais 

Para os Anos Iniciais, as atividades buscam explorar e exercitar o interesse pela busca por conhecimento, ampliar as formas de leitura e oferta de diferentes materiais e formular hipóteses sobre os fenômenos existentes. “As aprendizagens partem das experiências e vivências dos estudantes e devem promover o contato com o prazer da descoberta”, afirma. 


Anos Finais e Ensino Médio 

A partir dos Anos Finais e do Ensino Médio, parte-se para o pressuposto de que os estudantes já compreendem a Ciência e seus fenômenos, tendo, dessa forma, condições para estabelecer relações entre os objetos a serem investigados e as áreas do conhecimento relacionadas. “Entendemos que esses estudantes possuem uma maturação acerca das etapas sistematizadas para a observar, analisar, inferir e materializar dois importantes conceitos relacionados à pesquisa: descoberta e a criação. Portanto, as etapas que englobam o projeto de pesquisa e os resultados se concentram nesses segmentos”, comenta Patrícia. 

Ao abordar as etapas sistematizadas para o AF e EM, são enfatizados tema da pesquisa, a justificativa, o problema, os objetivos, referencial, metodologia e resultados. Patrícia ressalta que cada estágio da Educação Básica apresenta contextos, repertórios, maturidades e subjetividades que os educadores levam em consideração em seus projetos. 

Por meio da Investigação Científica, portanto, é possível trabalhar com inúmeras propostas para o questionamento de fenômenos que nos rodeiam. “Comprovadamente, a pesquisa científica é um caminho para o saber que, do mesmo modo, colabora para a autonomia e o protagonismo d​​o estudante em seu processo de aprendizagem”, finaliza. 


Revista Mostra de Iniciação Científica

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Lan​çada em 2017, a Revista Mostra Marista de Iniciação Científica ​– Aprendizagens e experiências​ reúne artigos das pesquisas desenvolvidas pelos estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio que participam da Mostra Marista de Iniciação Científica​. O conteúdo contempla as quatro áreas do conhecimento.

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias.
  • Linguagens e suas Tecnologias​.​​​
  • Matemática e suas Tecnologias.​

As edições de 2018 e 2019 podem ser lidas na página do projeto, disponível neste link.


Gostou do conteúdo? Acompanhe nosso site para se manter informado sobre nossos Colégios! ​​